• 04 MAIO 18
    • 0
    Chega de pelos indesejados!

    Chega de pelos indesejados!

    A máxima que diz “Pelos, melhor não tê-los!” tem sido seguida à risca pela maioria das mulheres e até por homens. Eles se tornam cada vez mais adeptos da depilação a laser, que já é hoje a arma mais efetiva para combater aqueles pelos indesejáveis que insistem em aparecer. Ela elimina cerca de 20% dos pelos a cada sessão e bloqueia uma boa parte do seu crescimento até o final do tratamento.

    A médica pós-graduada em dermatologia Silvia Takakuwa, da clínica Medical Laser, explica que o laser atinge e destroi os locais de produção dos pelos, os folículos pilosos, que deixam de ser produzidos. “Depois da sessão, quase todos os pelos atingidos pelo laser caem. Os que não foram eliminados definitivamente nascem novamente em aproximadamente um mês. Nesse momento, realizamos outra sessão. Cada área da pele requer de 5 a 6 sessões, mas o número total varia conforme as características da pele e do pelo da pessoa”, esclarece.

    No entanto, o tempo completo para o tratamento depende de diversos fatores como a região do corpo a ser depilada, o tipo de laser empregado, a produção de hormônios, a cor da pele e o tipo de pelo. Em alguns casos é necessário fazer até 10 sessões para obter uma redução permanente satisfatória. O fototipo, a região tratada e a quantidade de pelos, assim como os distúrbios hormonais, podem influenciar na eficiência e na velocidade do tratamento de depilação a laser. “Normalmente, os melhores resultados são em algumas áreas do corpo como a virilha e axilas, onde os pelos são mais grossos e escuros. Já na face, por exemplo, onde eles são mais finos e claros, é necessário um tempo maior”, diz a médica.

    E agora que o sol tem começado a dar o ar da graça, é preciso cuidado. Quem deseja se submeter ao método de depilação a laser precisa evitar o sol por aproximadamente duas semanas antes do tratamento e até um mês depois do procedimento. “Além disso, a pele não bronzeada é a ideal para a aplicação do laser. Quanto maior a diferença da cor da pele e dos pelos, mais eficiente pode ser a sessão, por isso uma pele livre do bronzeado diminui significativamente o risco de manchas”, explica Sílvia.

    Tecnologia de Ponta

    Tudo isso pode ser feito com o uso do equipamento mais moderno para depilação a laser, o Light Sheer, uma inovação para a remoção definitiva dos pelos. A tecnologia pode ser aplicada em qualquer região do corpo, como axilas, buço, virilha, entre outras, atuando como estimulante sobre o colágeno natural, o que deixa a pele lisa e jovem.

    “O Light Sheer é ajustado por um computador de acordo com o seu fototipo e conforme sensibilidade da área a ser tratada. Posteriormente, o raio de luz é direcionado para a área específica para tratamento através de um cristal, realizando a depilação de maneira muito rápida e eficiente”, diz a especialista.

    Cuidado com as falsas promessas

    Sílvia chama atenção, no entanto, para o termo “depilação definitiva”. A técnica a laser deixa a pessoa livre dos pelos por períodos que podem chegar a mais de dois anos. Para muito mais que isso, segundo ela, ainda não existe tecnologia. “É com transparência que alertamos os pacientes que a depilação definitiva, da qual se faz uma vez para nunca mais, é uma promessa falsa. O que, por enquanto, é possível é a obtenção de uma depilação a laser que prolonga o crescimento de pelos por dois anos ou mais, dependendo da variação genética e hormonal individual”, adverte a especialista da Medical Laser, clínica que trabalha com depilação a laser há dez anos.

    Descubra qual é o seu fototipo?

    Para realizar a depilação a laser feminina é preciso saber qual o seu fototipo, que é a classificação da sensibilidade da pele. Confira:

    1 – Branca: queima com facilidade, nunca bronzeia – Muito sensível

    2 – Branca: queima com facilidade, bronzeia muito pouco – Sensível

    3 – Morena Clara: queima moderadamente, bronzeia moderadamente – Normal

    4 – Morena Moderada: queima pouco, bronzeia com facilidade – Normal

    5 – Morena Escura: queima raramente, bronzeia pouco – Pouco sensível

    6 – Negra: nunca queima, totalmente pigmentada – Insensível

    A Dra. Silvia explica que a definição do tipo de pele é muito importante porque é a partir desta definição que o laser poderá ser ajustado para uma depilação perfeita sem causar danos à pele. “Para as pessoas de pele clara, ou seja, dos tipo 1, 2 ou 3, a depilação a laser traz um resultado bem positivo, pois normalmente possuem a pele mais clara o que facilita a remoção dos pelos. Para as pessoas de pele mais escura, ou seja, dos tipos 4, 5 ou 6, a o tratamento também traz um resultado positivo, porém, estes tipos exigem mais sessões, pois normalmente possuem a pele mais escura, o que dificulta a remoção do pelo”, esclarece.

     

    Fonte: Dra. Silvia Takakuwa, médica da Clínica Medical Laser www.medicallaser.com.br

    Leave a reply →